sábado, 21 de novembro de 2009

Escapou de branco é preto

Ontem, 20 de novembro. Dia da consciência negra. Dia do mestre Zumbi. Dia da maioria que é tratada como minoria. Incrivelmente não é feriado nacional. Acho que no Brasil tem feriado demais, mas se tem pra tudo quanto é coisa porque logo nesse superimportante não vai ter?
Aqui nesse post poderiamos levantar várias questões alusivas a data. E quanto a cota pras universidades? É justo que uma parcela da população que se autoidentifica como negra receber vantagens ou como os defensores da medida dizem "compensações"?
Bem, polêmicas a parte. Vamos ao que interessa.
Difícil mesmo é hoje colocar essa coisa de raça negra pela guela dos branquelos, não?! Certo. Existe apenas uma raça: a humana. Mas levemos em conta que a identidade do que chamamos "negro" deve ser mesmo tratada a parte e com um olhar diferente. Não de um preconceito mas sim de um pós-conceito. É preciso entender a arte negra. A resistência do samba, do jongo. A impetuosidade da capoeira. Os versos marcados de Solano Trindade. É preciso entender que a alma do brasileiro é negra. Que o nosso sangue é negro e principalmente que o nosso coração é preto. Preto de melanina. Preto de paixão. Preto de suor e gingado. Na escala de cor nenhum brasileiro é branco. E...

"Escapou de branco é preto." cantora Alcione, em entrevista ao CQC.


quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Bunda Larga

Reflexão do meu desespero diário frente ao PC.
Pra você que não tem banda larga,
Pra você que fica horas baixando aquele vídeo do Michael Jackson,
Pra você que pra usar o YouTube tem que ir na casa do vizinho,
Pra você que não desiste...
... Eu dedico este vídeo